Centro Cultural em
Saúde da Unifesp

Preservando a história das nossas vidas!


Participe deste projeto

A Biblioteca do Campus São Paulo será modernizada e ampliada para tornar-se o Centro Cultural em Saúde da Unifesp e da cidade de São Paulo. Abrigará novas atividades – permanentes e gratuitas – que atenderão à comunidade acadêmica da Unifesp, como também aos usuários do complexo de saúde, escolas e cidadãos em geral, ampliando o acesso da população aos bens culturais e científicos e aos acervos produzidos pela instituição. O projeto executivo está pronto para iniciar as obras.

EDITAL DE REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÃO RDC N° 004/2019
OBJETO: “CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE ENGENHARIA ESPECIALIZADA PARA EXECUÇÃO DE OBRAS DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DO EDIFÍCIO CENTRO CULTURAL EM SAÚDE – FAPUNIFESP”

Com a qualificação do antigo edifício e a reunião de novos acervos, o Centro Cultural em Saúde contará com:

  • Moderno auditório, com 110 lugares, para debates, minicursos, lançamentos de livros etc.
  • Livraria Universitária FapUnifesp, com ênfase em editoras universitárias e publicações nacionais e internacionais na área de saúde.
  • Área de convivência e café.
  • Área de exposição da História da EPM e EPE com o relato dos avanços na assistência, ensino e pesquisa em saúde.
  • Área de Exposição do pioneiro Projeto Xingu da EPM e seu rico acervo de cinquenta anos.
  • Área de leitura livre com curadoria em poesia e literatura ficcional em saúde, como espaço de troca entre culturas literária e da saúde.
  • Três andares de biblioteca de última geração para ampliar e abrigar o acervo de Biblioteca Técnica em Saúde, com salas de estudo, estações de consulta a bancos digitais e novas áreas administrativas.
  • Acervo de cerca de 1 milhão de fascículos de periódicos em saúde desde 1853, em área técnica especial, com salas de digitalização de documentos históricos.

Fotografia antiga do interior da biblioteca, mostra mesas e prateleiras de livros

Acervo da Biblioteca: 166 anos de história da saúde

A biblioteca da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem, iniciada em 1936, conta com 33 mil títulos - entre livros, teses e dissertações - e uma preciosa coleção de periódicos de saúde, com 6 mil títulos e 800 mil fascículos. O conjunto representa o maior acervo da área de saúde no país e na América Latina

A reformulação da biblioteca como Centro Cultural em Saúde irá permitir o arquivamento adequado dos periódicos, sua digitalização progressiva e o acesso público amplo e gratuito. Pretende-se proporcionar também uma curadoria do acervo, garantindo a todas as instituições de saúde e ao público em geral acesso à coleção. O centro será fundamental para a formação de estudantes e pesquisadores.

livro com alguém fazendo anotações, mostra duas fotografias de um indigena

Acervo do Projeto Xingu: o encontro entre diferentes sistemas culturais de cura

O acervo a ser exposto no Centro Cultural em Saúde faz parte do projeto de extensão universitária do Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina, que teve início em 1965, quando, a convite de Orlando Villas-Boas, então diretor do Parque Indígena do Xingu (PIX), um grupo de médicos de nossa escola foi avaliar as condições de saúde dos povos indígenas lá presentes. Essa visita marcou o início de um programa de saúde inovador, com a colaboração da EPM, na assistência à saúde dos povos indígenas que se estende até os dias atuais.

laboratorio de fisiologia - fotografia antiga

Acervo da História da EPM e EPE: o avanço do ensino e da pesquisa científica em saúde em São Paulo

O projeto de renovação e ampliação do edifício da Biblioteca em Centro Cultural em Saúde permitirá a exibição do acervo histórico da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem, fundadas respectivamente em 1933 e 1939.

O acervo é composto de fontes documentais, manuscritas e impressas; oficiais e particulares, além de fotos e objetos tridimensionais. Esse material está organizado com vista a facilitar consultas e pesquisas públicas. Trata-se de material referente à criação e à organização da instituição e de vários de seus departamentos e setores, além de documentos relativos ao Hospital São Paulo/Hospital Universitário.

ilustração mostrando o projeto do centro cultural

O Centro Cultural em Saúde da Unifesp como promotor de políticas inclusivas

Os cursos de Biomedicina, Fonoaudiologia, Medicina e Tecnologias em Saúde da Escola Paulista de Medicina e Enfermagem da Escola Paulista de Enfermagem estão alterando o perfil socioeconômico de seus alunos. O ingresso de estudantes de camadas mais vulneráveis precisa ser acompanhado de ações continuadas de apoio à sua permanência, incluindo infraestrutura que forneça condições de estudo, sobretudo nos cursos em período integral. Pelo novo perfil, muitos estudantes são procedentes de regiões mais distantes da Vila Clementino ou ainda de outras cidades e, por isso, precisam aproveitar ao máximo sua presença no campus. O Centro Cultural em Saúde, com novas áreas de estudo individuais e em grupo, mais estações para acesso a bancos de dados, espaços para exposições, palestras e convivência, será um local fundamental para fortalecer as condições de permanência e garantir a qualidade do aprendizado e convívio, a troca de saberes e o estímulo intelectual e científico.

Baixe o arquivo do projeto (PDF)
ilustração com o projeto da fachada do centro cultural

Como doar ao projeto?

O Centro Cultural em Saúde da Unifesp é um projeto cultural cuja autorização de captação pela Lei Rouanet foi aprovada em março de 2018. O projeto resultará na revitalização da Biblioteca do Campus São Paulo. O início das obras está previsto para o primeiro semestre deste ano.

A modernização e ampliação da Biblioteca permitirá abrigar novas atividades – permanentes e gratuitas – que atenderão à comunidade acadêmica da Unifesp, como também os usuários do complexo de saúde, escolas e cidadãos em geral, ampliando o acesso da população aos bens culturais, científicos e acervos produzidos pela instituição.

Projeto Executivo pronto para iniciar as obras.
Renúncia de até 6% do Imposto de Renda devido de Pessoa Física e de até 4% de Pessoa Jurídica com abatimento de 100% do valor das doações e patrocínios até o limite do imposto devido.

Pessoa Física: doação com dedução fiscal

Registro e detalhes no Ministério da Cultura

Dados para Transferência/Depósito/DOC/TED
Banco do Brasil
Agência: 1897-x
Conta corrente: 19098-5

Fundação de Apoio à Unifesp
CNPJ: 07.437.996/0001-46

Para doações com cartão de crédito ou via PagSeguro acesse a página da FapUnifesp - doar com dedução fiscal


A dedução fiscal para pessoa física é de até 6% do imposto de renda devido, contabilizando nestes as doações para projetos de várias naturezas. O recibo de mecenato, que servirá como comprovante para a declaração anual de renda, deve ser solicitado à FAP após o aporte em favor do projeto, informando o nome completo e CPF, pelo e-mail doacao@fapunifesp.edu.br

Conta exclusiva do projeto (conforme a Lei Rouanet): obrigatoriedade de prestação de contas à Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania. A conta será auditada pelos órgãos de controle do governo federal.

Pessoa Física: doação sem dedução fiscal

Banco Santander
Agência: 0212
Conta Corrente: 13005747-4

Fundação de Apoio a Unifesp
CNPJ: 07.437.996/0001-46

Para doações com cartão de crédito ou via PagSeguro acesse a página da FapUnifesp - doar sem dedução fiscal


Após realizado o depósito, solicite seu Recibo ao e-mail doacao@fapunifesp.edu.br

Pessoa Jurídica

Entre em contato pelo e-mail: apoiobiblioteca.csp@unifesp.br

Como indico possíveis doadores?

A EPM/Unifesp e a EPE/Unifesp criaram um grupo de trabalho para captação dos recursos. Entre em contato conosco:

E-mail: apoiobiblioteca.csp@unifesp.br

Telefone: 5089-9220